Não seja um síndico. Seja um gestor

Não seja um síndico. Seja um gestor

 

 09/12/2010  Paulo Viana Cunha  Especial para REDIMOB

 Não seja um síndico. Seja um gestor Há dois meses no mercado, o curso destinado aos síndicos possibilita ao profissional conhecimento na área de legislação e gestão de condomínio
document.title = "Não seja um síndico. Seja um gestor"; Por: Redação Redimob. | quarta-feira, 8 de dezembro de 2010 15:25


Se você é síndico, já pensou em fazer um curso de capacitação para assumir esta função desafiadora? Pois há quem já esteja apostando em cursos de Gestão Legal de Condomínios, com o objetivo de capacitar pessoas com os conhecimentos básicos necessários para o exercício seguro desta função. O instrutor e advogado especializado em negócios imobiliários, Paulo Viana, afirma que a ideia de realizar esta capacitação ocorreu devido à percepção que poucos síndicos tinham conhecimento sobre como atuar.

“Durante os 10 anos de exercício da advocacia, observei que os síndicos desconheciam a legislação e deixavam de cumprir obrigações legais básicas. Isso muitas vezes gerava problemas e responsabilização civil e penal, que poderiam facilmente terem sido evitados, caso o síndico estivesse orientado,” explica.

O curso é recente no mercado, oferecido há apenas dois meses. A carga horária são 9 horas/ aula de curso presencial, com material impresso (apostila) e multimídia (apresentação em Power point). São três tópicos abordados: “Condomínio”, onde são discutidos legislação condominial, convenção, direitos e obrigações dos Condôminos e Assembleia Geral; “Síndico”, onde incluirá questões como obrigações legais, tributárias, trabalhistas e administrativas; e por último “Gestão do Condomínio”, abordando sobre gestão condominial, manutenção predial, prestação de contas e economia dos condomínios.

Ainda há desconhecimento

As responsabilidades que envolvem o cargo de síndico não são poucas. E segundo Viana, a principal dificuldade dos candidatos a síndico é a falta de conhecimento, desde legislação a gestão. “O primeiro passo para uma boa gestão de condomínios é, em primeiro lugar, conhecer o teor dos artigos 1.346 e 1.348 do Código Civil, a convenção e o regulamento interno do condomínio. Em segundo lugar, as pessoas precisam entender que gerir uma coisa que tem vários donos não é para qualquer um. É fundamental que o interessado tenha requisitos como muita paciência, facilidade de comunicação, habilidade social e muito bom senso,” explica Viana.

O advogado também afirma que é necessário ter uma personalidade conciliadora, saber ouvir e ser firme nas decisões. “Nunca devemos esquecer que vivemos em uma democracia. O apoio de profissionais competentes, como advogados, contadores, administradores, além de bons prestadores de serviços, como pintores, dedetizadores, faxineiros e porteiros também é fundamental.

Mais informações sobre o curso podem ser obtidas através do site http://gestolegaldecondominios.weebly.com/ . O próximo curso será ministrado no dia 11 de dezembro, em Belo Horizonte. $("#NewsContent img").each ( function () { var $this = $(this); var author = $this.attr("alt"); $this.attr("title", author); } );